Campanha Pref JGS Combate ao Fumo
Campanha Setembro Amarelo
Bewegen 970x90
Dia da Velocidade.

No Dia da Velocidade, mulheres de todo o Brasil falam sobre seu amor por automobilismo.

Grupo Girls Like Racing apoia e incentiva mulheres que trabalham, ou que acompanham esportes a motor.

CULTURA COMENTADA

CULTURA COMENTADAEspaço para falar de cultura em todos os seus formatos e dimensões, valorizando e informando tudo que se refere ao tema.

09/09/2021 16h12
Por: Carla Taíssa
Fonte: SC News
FOTO: Divulgação
FOTO: Divulgação

Por Carla Taissa

Neste dia da Velocidade (9 de setembro) o SC News conversa com algumas representantes do grupo Girls Like Racing, que apoia e incentiva mulheres que trabalham, ou que acompanham esportes a motor. São jovens de todo o Brasil, que se uniram em torno da mesma paixão: a adrenalina e a velocidade. “O GLR me transformou. Hoje, eu olho minha responsabilidade com outras mulheres e penso em como posso transformar o meio onde vivo num lugar mais igualitário”, conta Érika Prado, engenheira de telemetria na Stock Light e fundadora do grupo GLR.

“O objetivo inicial era apenas criar um grupo entre amigas para não irem sozinhas ao autódromo, mas acabou tomando grandes proporções”, explica a engenheira, que não esconde seu orgulho do grupo. Já a influencer e advogada Lais Souza, de 31 anos, conta que participar dessa iniciativa significa muito em sua vida, principalmente porque esportes a motor ainda são meios muito machistas. “O GLR pra mim significa união, irmandade e coragem!”, conta.

Juntas para aprender mais sobre automobilismo

O Girls Like Racing recebe meninas e mulheres de todas as idades. O grupo está em diversas plataformas, como Telegram, Instagram (@girlslikeracingbr), Twitter (@GLRbrasil), entre outras. Elas acompanham os eventos esportivos, trocam opiniões sobre as corridas, além de darem apoio para atletas e profissionais mulheres. Nas redes sociais, o GLR divulga informações sobre automobilismo, curiosidades e história das categorias, além de promover lives e atividades para todos os fãs de corridas. Antes da pandemia, também, elas se uniam para assistir juntas aos GPs.

Por isso, fãs mais jovens se sentem acolhidas a saber mais sobre os esportes e conhecem novas possibilidades no automobilismo. É o exemplo da estudante Júlia Barbosa Valim, de 21 anos, que fala sobre sua felicidade em estar no meio de tantas mulheres engajadas. “É muito inspirador para mim, transformou minha paixão pelo automobilismo!”, explica. “Já gostava de automobilismo há muitos anos, mas era muito solitário. Agora, ter um grupo com quem eu posso dividir essa paixão é fantástico, ainda mais por ser um grupo com outras mulheres, me faz sentir parte de algo maior”, relata Julia.

“Participar do GLR teve um impacto grande na minha vida. Conheci outras categorias, pilotos e aprendi muito com as meninas! Senti que encontrei uma família, que me entende, que apoia o que gosto, e onde tenho liberdade e apoio para falar da minha paixão sobre automobilismo e outros assuntos também”, explica Julia.

Já Bruna Santos, 28 anos, explica que o Girls Like Racing a fortaleceu como mulher e como amante de automobilismo, além de ter aberto sua mente. “Conheci mais categorias que não conhecia antes, e despertei novos gostos em acompanhar novas modalidades. Ainda, entendi que tudo bem não saber tudo, e que posso sim compartilhar o que sei, que posso perguntar sem medo quando não sei de algo, sem medo de julgamento”, relata.

E o Girls Like Racing também é uma rede de apoio e força em diversos aspectos. “Entrei no GLR em setembro de 2020 e posso dizer que minha vida mudou de muitas formas. Encontrei nesse grupo maravilhoso mulheres incríveis que eu admiro muito e que me apoiam e torcem por mim todos os dias, assim como eu faço por elas. Fiz amizades verdadeiras que vou levar para a vida”, conta a engenheira Mariana Falcão.

“Encontrar meninas tão apaixonadas pelo automobilismo quanto eu, ter um espaço para ser ouvida e respeitada sem questionamentos, um lugar livre do machismo que sofremos diariamente, enfim, o GLR me deu um abrigo, uma casa, uma família. Encontrei conforto, apoio e, principalmente, muito amor num dos momentos mais difíceis da minha vida, quando perdi meu pai. Esse grupo é muito mais do que eu possa colocar em palavras. Sou muito grata por cada menina incrível que conheci e faço tudo ao meu alcance para que outras também possam se sentir acolhidas como eu fui. #SouGLR com muito amor e orgulho!”, finaliza Mariana.

Fotos: acervo pessoal das entrevistadas

FIQUE POR DENTRO DE TUDO

QUE ACONTECE EM TEMPO REAL,

CLIQUE AQUI AGORA  

TENHA TUDO NO SEU WHATSAPP!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Jaraguá do Sul - SC
Atualizado às 09h52
24°
Poucas nuvens Máxima: 29° - Mínima: 18°
24°

Sensação

5.9 km/h

Vento

64.7%

Umidade

Fonte: Climatempo
Cia das Piscinas
Grão de Gente 300x600
JF DIESEL
Renovee Energia Sola
HC Hornburg
Grão de Gente 300x250
Fachini 300x250
Lar dog lar
JF DIESEL 300X250
Pedra Flor 300x250
Prática
Ig Energia
Renovee Energia Sola
Pedra Flor 300x250
HC Hornburg
Municípios
Pedra Flor 300x250
Grão de Gente 300x250
INFO CAMPE
Fachini 300x250
JF DIESEL 300X250
SOS Cidadão
Últimas notícias
Grão de Gente 300x250
Livratto
Rodízio em Casa Jaraguá
Pedra Flor 300x250
Fachini 300x250
Mais lidas
Fachini 300x250
Grão de Gente 300x250
Pedra Flor 300x250
Grão de Gente 300x250
Fachini 300x250
Pedra Flor 300x250