Bewegen 970x90
Bewegen 970x90
Bewegen 970x90
Vamos LER?

6 super dicas de livros para curtir esse friozinho que está lá fora.

Aproveite este momento para colocar em dia sua leitura e aprimorar o conhecimento.

21/08/2020 18h49Atualizado há 1 mês
Por: Vitor Blemer
Fonte: LC Agência de Comunicação.
Foto divulgação.
Foto divulgação.

 

Vamos LER?

 

LC Agência de Comunicação apresenta!

 

6 super dicas de livros para curtir esse friozinho que lá fora.

 

Aproveite este momento para colocar em dia sua leitura e aprimorar o conhecimento. 

 

Dica 01: 

A difícil arte de dialogar em sociedade

Obra da doutora em Literatura e Cultura Contemporânea Karine Aragão reflete sobre um sintoma contemporâneo grave: o "belicismo cotidiano"

“Discordou?! É inimigo!”. Esse é o belicismo do dia a dia apresentado pela escritora carioca Karine Aragão, doutora em Literatura e Cultura Contemporânea, na obra Esse nosso jeito bélico de viver, publicada pela Lura Editoral. Leitura indispensável em tempos de intolerância e de transformações sociais que fragilizam a capacidade de escuta, o livro problematiza a dificuldade de estabelecer conexões e discute as possibilidades de reconfiguração do que se compreende como diálogo na realidade contemporânea.

Segundo a autora, o “belicismo cotidiano” surge quando a discordância é interpretada como um confronto e a reação automática é eliminar do convívio a ameaça, cancelá-la. Tal ação exibe o lado mais impassível do ser humano, que constrói sua subjetividade sob o signo do bélico, fenômeno exposto e analisado por Karine. O livro convida o leitor a pensar “por que” e como chegamos a essa inabilidade de dialogar, de sentir, de nos aproximarmos do outro, e sobre o quê podemos fazer para transformar esse quadro.

Apesar de inspirada pela literatura de Clarice Lispector e pela filosofia de Friedrich Nietzsche, Baruch Spinoza, Hannah Arendt e Byung-Chul Han, Karine utiliza referências musicais, cinematográficas e experiências do dia a dia para aproximar a antropologia literária e a sociologia da realidade prática. Desta maneira, facilita a compreensão do leitor aos conceitos trabalhados na obra.

Esse nosso jeito bélico de viver é destinado a jovens e a adultos interessados em debater a realidade contemporânea a partir de reflexões sobre os modos de vida em tempos hipermodernos. Segundo a autora, no cenário atual, a maioria dos conceitos sociológicos são desenvolvidos pelo sexo masculino da geração X, perfil que ocupa grande parte da visibilidade destinada à construção do saber. O objetivo é fomentar representatividade entre as mulheres jovens com a voz de Karine Aragão e, assim, torná-la referência sobre a temáticas que discutam a subjetividade contemporânea, principalmente, entre o público feminino.

Ficha Técnica:
Título:
 Esse nosso jeito bélico de viver

Autor: Karine Aragão
ISBN-13: 978-65-990605-1-9
Páginas: 95 páginas
Formato: e-book
Preço: 19,50
Link para compra: 
https://amzn.to/3fEmz8n

Sinopse do livro: “Esse nosso jeito bélico de viver” reflete sobre um sintoma contemporâneo: nossos mecanismos de sociabilidade parecem reduzir a cada dia, comprometendo nossas possibilidades afetivas e comunicativas. Temos perdido a capacidade de ponderar, de dialogar, de estabelecer afetos. Todos que não fortifiquem nossa câmara de eco – que não concordem com nossas perspectivas – se tornam descartáveis, obsoletos, são cancelados. O belicismo cotidiano exibe nosso lado mais indolente, pois atravessa, quase imperceptível, as nuances das relações interpessoais. Desviar nosso olhar do cotidiano é um dos primeiros passos em direção à alienação: vamos terceirizando atitudes; e, consequentemente, legitimamos a cultura do medo, da ameaça e da violência. Eu quero te convidar a pensar sobre por que chegamos até aqui e sobre o quê podemos fazer para transformar esse quadro.

Sobre a autora: Karine Aragão é escritora, professora e doutora em Literatura e Cultura Contemporânea pela Puc-Rio. Seus principais estudos referem-se à reestruturação da capacidade comunicativa-afetiva do indivíduo contemporâneo e à retomada da civilidade no diálogo. Em 2019, criou, em parceria com o historiador Leonardo Chermont de Sá, o Podcast “Nadando na Modernidade Líquida”, que aborda, a cada semana, um tema das ciências humanas a partir de uma visão complexa.

 

Conheça as redes sociais da autora:
Facebook: https://www.facebook.com/karine.aragaosf

Instagram: https://www.instagram.com/karinearagaoescritora/  
Twitter: https://twitter.com/karinearag
Podcast: https://open.spotify.com/show/2PktkQoRjtsgEWfcvfQxua  

Dica 02:

Outras vidas: o amor é mais forte que o passado

Publicado pela Lúmen Editorial, selo da Boa Nova editora, "O Passado não tem força" é o novo romance de Marcelo Cezar, grande nome da literatura espírita brasileira

Após vender mais de dois milhões de exemplares com 21 livros publicados, Marcelo Cezar, um dos principais escritores espíritas do Brasil, acaba de lançar O passado não tem força pela Lúmen Editorial, selo da Boa Nova.

O romance alcança o interesse do leitor já no primeiro capítulo: Ariane e Lauro morrem, mas não é no céu que eles estão. Os personagens deparam-se com o umbral – dimensão extrafísica destinada àqueles com feridas emocionais difíceis de serem cicatrizadas. Esse é o cenário psicografado pelo espírito Marco Aurélio, que guia o autor desde a infância.

No início da trama, Lauro precisa entregar para o chefão daquela região o corpo do homem desmaiado que carrega. Quem o acompanha é Ariane, com a intenção de ter uma oportunidade de se libertar daquele lugar. O homem arrastado, por fim, choca o leitor ao revelar-se ser Miguel, pai de Lauro, que se sente duramente traído e, por isso, não o perdoa.

Ariane, Lauro e Miguel reencarnam com o objetivo de superar a dor e o sofrimento que causaram uns aos outros. Por meio de uma nova oportunidade que a vida lhes dará, terão a chance de se amar e, consequentemente, solucionar os conflitos do passado. 

“— Agora que se livrou de mágoas acumuladas, não permita que ressentimentos do passado machuquem seu coração e perturbem sua vida. Perdoe de verdade. Ajude-se a se libertar da dor e deixe o passado ir embora de uma vez por todas. Fique atento e usufrua com prazer os bons momentos da vida. Eles são mais numerosos do que os de dor. Quanto menos dramático você for, mais isso ficará evidente.”
(O passado não tem força, pág. 296)

Marcelo Cezar dedica-se há mais de 40 anos aos estudos espíritas e de outras correntes espiritualistas e filosóficas ligadas à reencarnação. O passado não tem força é para todos os leitores com esperança de dias melhores e que acreditam no poder das pequenas mudanças para um dia a dia menos turbulento.

Ficha Técnica:
Título
: O passado não tem força

Autor: Marcelo Cezar ditado por Marco Aurélio
Editora: Lúmen Editorial
ISBN: 9788578132231
Páginas: 320
Formato: 16 x 23
Preço: R$44,90
Link de venda: 
 https://amzn.to/2EIuhBo  e https://www.boanova.net/produto/passado-nao-tem-forca-o-82853


Sinopse: De acordo com o Espiritismo, a simpatia espontânea que nutrimos por alguém ocorre do fortalecimento de laços afetivos cultivados ao longo de muitas vidas. O mesmo acontece com a antipatia ou repulsa que aflora entre duas pessoas. Isso porque, embora não lembremos, os acontecimentos do passado estão armazenados no inconsciente e refletem sobre os sentimentos no presente. Ariane, Lauro e Miguel reencarnaram com o objetivo de superar a dor e o sofrimento que causaram uns aos outros. Por meio de uma nova oportunidade que a vida lhes dará, terão a chance de se amar e, consequentemente, solucionar os conflitos do passado. Este romance nos mostra que Deus é bom. Ele nos ajuda a esquecer o passado para que possamos nos amar como irmãos e eliminar todo e qualquer ressentimento. Assim, com o coração leve, poderemos trilhar um caminho seguro que nos conduzirá à paz e à harmonia, espalhando o bem em nós e para o mundo.

Sobre o autor: Marcelo Cezar é um dos principais escritores espíritas de sua geração, com mais de dois milhões de exemplares vendidos. Há mais de quarenta anos dedica-se aos estudos espíritas e de outras correntes espiritualistas e filosóficas ligadas à reencarnação. Admite que, embora seus romances sejam ditados pelo seu mentor espiritual, Marco Aurélio, ainda tem muito para estudar e escrever sobre esses temas. E deseja, de coração, que seus livros possam transmitir paz e bem-estar a seus leitores.

Redes Sociais:

 

Dica 03:

Benzer, rezar e curar: o legado da ancestralidade

Lançamento desvenda mitos e verdades sobre benzimento, explica as ferramentas utilizadas para cura e valoriza o dom especial repassado de geração em geração

Vela, galho de ervas, barbante, copo, faca, anel, tesoura... são diversos os instrumentos citados em histórias curiosas sobre benzimentos. Cada um deles é usado para causas específicas, como explica a bióloga, biopatologista e terapeuta holística Jacqueline Naylah no lançamento Eu te Benzo.

Além de revelar que a tesoura é usada para benzer doenças cíclicas – como rinite, sinusite e otite, e o copo para dores de cabeça, vícios e convulsões, por exemplo, Jacqueline desvenda também importantes mitos que cercam o assunto. Uma das grandes polêmicas que a autora aborda é sobre a moeda de troca: benzimento é um dom e deve ser usado apenas para caridade?

 “Vamos entender para desmistificar. Desde a origem dos povos as trocas entre serviços, produtos, produtores e consumidores sempre existiram. O que altera para os dias de hoje é o tipo de moeda, que em tempos passados eram tecidos, animais, pedras, farináceos, tambos de leite e sal. Cada uma dessas moedas tinha um valor alto, pegando o sal como exemplo, que era utilizado para preservar as carnes, valendo mais que ouro. Hoje, nossa moeda de troca é o real.”
(Eu te Benzo, pág. 69)

Outra dúvida muito comum apresentada por Jacqueline na obra é sobre o benzimento à distância. Funciona? Segundo ela, é necessário apenas que seja criada uma lembrança sobre o benzido por meio de uma fotografia, uma peça de roupa ou uma palavra ao telefone.

Mais que uma produção para interessados sobre o tema, Eu te Benzo é o registro da história da escritora com a arte de benzer. “Neste momento emocionalmente frágil, o livro resgata a fé, a coragem, o amor incondicional e as bênçãos de nossos antepassados, que assim como nós também passaram por momentos desafiadores”, destaca Jacqueline.

Ficha Técnica:
Título
: Eu te Benzo – O legado de minhas ancestrais

Autor: Jacqueline Naylah
Editora: Besouro Box
ISBN: 978-85-5527-099-4
Páginas: 136
Formato: 21 x 14 cm
Preço e-Book: R$38,00
Link de venda: 
 https://amzn.to/3h4fVKc

Sinopse: Esse livro é um convite para adentrar em uma casa de benzedeira, relembrar dos tempos em que tudo era mais simples, singelo e amoroso. Se o leitor fechar os olhos talvez ainda sinta um cheirinho de arruda, ainda ouça o arrastar de chinelos da vovó pelo chão de madeira, o badalar da paróquia vizinha que anuncia o horário final dos benzimentos do dia. Ainda podemos avistar um pequeno altar com velas acesas, um aroma de brasa, um cochichar de rezos em nossos ouvidos.  Nossas saudosas lembranças ainda curam nossos dias, nos acolhem e enchem nossos corações de esperança, tal como um afago de mãe. É o pulsar de nossos ancestrais em nós, um convite para que cada um de nós perpetue um legado de força e esperança deixado por eles.

Sobre a autora: bióloga, biopatologista, terapeuta holística. Aliou seus conhecimentos acadêmicos ao holismo, trabalhando com vivências, cursos e palestras observando o ser humano em sua totalidade. Idealizadora do Curso de Benzimento, peregrinou por todo o país transmitindo seu legado a milhares de pessoas, além da criação da versão on-line do curso que já chegou em seis países.

Redes Sociais:

 

Dica 04:

Do bullying à popularidade: a história de uma menina que ficou 17 meses sem sorrir

Lançamento da escritora carioca Alessandra Jammel é uma mensagem de otimismo para todas as crianças e pré-adolescentes em processo de adaptação escolar

Vai dar tudo certo. Essa é a lição e o título do lançamento da escritora carioca Alessandra Jammel. Divertida e bem humorada, a obra publicada pela Editora Pandorga apresenta aos leitores a personagem Mariana Dickmann Carneiro.

Depois de ficar um ano e meio sem sorrir, a protagonista acredita que tudo vai melhorar ao iniciar o 6º ano em uma nova escola. Pena que ela estava enganada: virou alvo do bullying da turma. Tudo muda quando Mariana ganha destaque na aula de redação. Ela passa a ser bem vista pelos meninos, torna-se admirada por diversas tribos da escola e garante que a nova aluna da sala não sofra como ela sofreu.

Com referências modernas da música, cinema e TV, Vai dar tudo certo agrada, acolhe e diverte o público infantojuvenil. Tudo isso ao falar sobre o poder da amizade, o respeito ao próximo, positividade e autoconfiança. 

Indicada para crianças e pré-adolescentes em fase de adaptação e também para qualquer pessoa disposta a risos fáceis, Vai dar tudo certo é inspirada na história da escritora que também sofreu bullying na escola.

Ficha Técnica:
Título
: Vai dar tudo certo

Autor: Alessandra Jammel
Editora: Pandorga
ISBN: 9788584423989
Páginas: 80 páginas
Formato: 14 x 21 cm
Preço: R$ 29,90
Link de venda:  https://amzn.to/2CiAh2F

Sinopse: Quando Mariana Dieckmann Carneiro tinha 5 anos, um acidente na escola a deixou sem um dos dentes da frente e ela ficou 17 meses sem sorrir. Foi aí que as coisas começaram a dar errado. Sua vida tornou-se difícil e desinteressante porque “vamos combinar que mais de um ano sem rir só pode trazer adversidade”. Alguns anos depois, após ser aprovada no conceituado colégio Padre Marcelino Champagnat, ela acredita ter recuperado a sorte e prepara-se para dias incrivelmente felizes. Mas o que acontece é justamente o contrário: além de não se encaixar em nenhum grupo da sala e sofrer bullying por causa do sobrenome “Carneiro”, é ignorada na maior parte do tempo.
Tudo muda quando Mariana ganha destaque na aula de redação, passa a ser bem vista pelos meninos e ainda constrói uma forte amizade com Valentina. Ela descobre então, como disse Joseph Campbell, “que o maior privilégio da vida é ser quem você é”.

 

Sobre a autora: Alessandra Jammel é carioca, formada em Publicidade e Jornalismo, com MBA em Marketing. Sua paixão por livros começou aos sete anos, quando passava as manhãs de sábado visitando livrarias do bairro e, lá mesmo, lia as obras que a interessavam. Acredita em sonhos. Em um de seus sonhos, foi incentivada a escrever para adolescentes. Não deu atenção. O resultado? Não parou de sonhar a mesma coisa até render-se às palavras.

Redes Sociais:

Dica 05:

História brasileira: os bastidores da luta contra a escravidão

Resultado de 10 anos de pesquisa sobre um dos maiores abolicionistas do Brasil é apresentado em lançamento; produção é do bisneto de Antônio Bento, Luiz Antônio Muniz de Souza e Castro, e da professora Débora Fiuza de Figueiredo Orsi

A Redenção de Antônio Bento é a primeira biografia de um dos maiores abolicionistas brasileiros. De impressionante atualidade, a obra mostra a saga do humanista Antônio Bento, da metade do século XIX, que lutou contra a escravidão, o racismo, a falta de assistência aos menos favorecidos, a corrupção no sistema político, a mídia corrompida e a injustiça social.

Obra é uma homenagem ao herói e também esclarece diversas controvérsias sobre a vida de Antônio Bento. Luiz Antônio Muniz de Souza e Castro, bisneto direto do biografado, e a professora Débora Fiuza de Figueiredo Orsi apresentam o produto de 10 anos de uma pesquisa profunda e criteriosa com fontes primárias. Enriqueceu a produção a viúva de Antônio Bento, dona Benedicta Amélia, que criou o pai do autor e se constituiu na ponte de gerações ao transmitir esses registros históricos

Com endosso do sociólogo e político Florestan Fernandes (1920 - 1995), o lançamento relata a luta contra a escravidão de uma São Paulo na qual prevaleciam os interesses dos escravagistas.

“Somente Antônio Bento perfilha uma diretriz redentorista, condenando amargamente o engolfamento do passado no presente, através (sic) do tratamento discriminativo e preconceituoso do negro e do mulato. Em consequência, o mito floresceu sem contestação, até que os próprios negros ganharam condições materiais e intelectuais para erguer o seu protesto. Um protesto que ficou ignorado pelo meio social ambiente, mas que teve enorme significação histórica, humana e política. De fato, até hoje, constitui a única manifestação autêntica de populismo, de afirmação do povo humilde como gente de sua autoliberação.”
(Florestan Fernandes – A Redenção de Antônio Bento, pág. 26)

Os bastidores da organização dos Caifazes, movimento abolicionista paulistano, também são destaque na obra, já que Antônio Bento assumiu a liderança da ação após a morte do poeta Luís Gama.

O volume é rico em fotos, memórias e documentos da vida do juiz considerado “o John Brown brasileiro” por um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras, Joaquim Nabuco. O livro contém mais de 300 referências bibliográficas consultadas, mas as principais são as da imprensa de Antônio Bento, como o jornal A Redempção, de 1887 a 1899, reconhecido como Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

A Redenção de Antônio Bento é uma obra atemporal que provoca reflexão sobre os dias atuais. Uma verdadeira homenagem ao herói que também esclarece vários pontos controversos sobre sua vida.

Ficha Técnica:
Título
: A Redenção de Antônio Bento

Autores: Luiz Antônio Muniz de Souza e Castro e Débora Fiuza de Figueiredo Orsi
Editora: Reality Books
ISBN: 978-65-00-02695-5
Páginas: 456

Formato: 21 x 14 cm
Preço: R$136,00
Link de venda:  www.antoniobento.com e https://amzn.to/2XOyjig

Sinopse: Para contar a vida e obra de Antônio Bento (1843 – 1898), os autores mergulharam em pesquisa profunda e criteriosa, em fontes primárias, - trabalho de uma década!-, dando luz a um verdadeiro herói nacional pouco reconhecido, mas que, justamente por isso, concedeu aos autores a chance de levar aos leitores os bastidores da luta contra a escravidão, o comando da Ordem dos Caifazes, a Hospedaria dos Negros - em contraponto à Hospedaria dos Imigrantes -, o Quilombo do Jabaquara, o jornal abolicionista A Redempção, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, e tantos outros fatos da época. 

Sobre o autor: Luiz Antônio Muniz de Souza nasceu em São Paulo, é economista, bacharel em Direito e empresário.

Sobre a autora: Débora Fiuza de Figueiredo Orsi, paulista, é professora de Língua Portuguesa, editora, redatora e revisora.

Redes Sociais:

Dica 06:

SEM FIM: roteiro digno de novelas sobre vidas passadas

Escritora Valéria Veiga discute o poder do livre arbítrio de almas gêmeas em autobiografia detalhista, íntima e profunda sobre amor incondicional

As novelas sobre vidas passadas costumam fazer sucesso pela intensidade de sentimentos incompreendidos dos protagonistas. Diferente das tramas em que tudo termina com um final feliz e definitivo, a autobiografia Sem Fim, lançamento da escritora Valéria Veiga, desromantiza o amor de almas gêmeas. A autora discute o poder do livre arbítrio e narra com detalhes os encontros e desencontros com sua alma gêmea desde os 12 anos.

Felipe e Juliana, nomes que a autora usou para representar os protagonistas dessa história, se conheceram ainda na escola. Numa época em que falar sobre vidas passadas não era comum, a menina foi surpreendida ao receber a informação que já conhecia sua alma gêmea. Juliana teve certeza: só podia ser Felipe, o garoto que provocou sentimentos nunca antes acessados por ela.

Conforme o tempo passou, as previsões que ouviu na infância tornam-se reais. Aos 13 anos, ela ficou doente de tristeza após uma decepção com Felipe. Depois de um tempo, acreditou já ter esquecido seu grande amor, mas só porque se interessou por alguém muito parecido.

O leitor se emociona ao perceber que mesmo distantes, os dois permaneceram espiritualmente conectados, capazes de sentir o que o outro sentia. Foi aos 23 anos que Felipe e Juliana se reencontram para, então, questionar o poder do livro arbítrio diante de um amor de outras vidas.

Sem Fim é uma história real sobre um amor que ultrapassa o tempo. A obra foi idealizada após um pedido da filha e da sobrinha da escritora que se interessaram pela história de amor após uma mensagem de Felipe no ano novo de 2019.  

Ficha Técnica:
Título
: Sem Fim

Autor: Valéria Veiga
ISBN: 978-65-86399-02-8
Páginas: 157 páginas
Preço: R$39,90
Link de venda: https://bit.ly/3gUh5b6

Sinopse: Desde pequena, sempre vi além do que podemos tocar. Cresci sensitiva num mundo em que ainda não tinha Internet e com poucas informações sobre esse assunto. Aos doze anos, recebi uma revelação de que ele era minha alma gêmea e que nossos caminhos sempre nos levariam um ao outro.
Uma história real sobre almas gêmeas. Não aquelas das novelas, mas a da vida real onde mostro que somos duas pessoas únicas, que se completam, mesmo não tendo necessariamente que estarem juntas com os rótulos da Terra para se amarem. Nos comunicamos, se for preciso, por sonhos e pensamentos, mesmo que um esteja a quilômetros de distância do outro.

Sobre a autora: Valéria nasceu e cresceu em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Mora desde 2016 nos Estados Unidos e Sem Fim é seu livro de estreia.

Redes Sociais:

 

A SC News lança PROJETO de incentivo ao jornalismo independente. 

Descubra as VANTAGENS de ser nosso PARCEIRO. 

Clique na imagem abaixo ou acesse o link https://bit.ly/383oXTX e confira!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Jaraguá do Sul - SC
Atualizado às 00h22
13°
Muitas nuvens Máxima: 23° - Mínima: 13°
13°

Sensação

4.2 km/h

Vento

77.6%

Umidade

Fonte: Climatempo
Eccel Barber 300x600
anuncie aqui
Grão de Gente 300x600
Cia das Piscinas
HC Hornburg
60 SABORES
Grão de Gente 300x250
60 SABORES 300x250
Prática
Premium Host
Fachini 300x250
Anúncio Solidário 02 Pinturas Kchechik
Lar dog lar
Pedra Flor 300x250
HC Hornburg
MATRIZES PARA BORDAR - B I K TECNOLOGIA!
Barbearia e Tatoo
Ig Energia
Anúncio Solidário 01 Cocadas Gourmet
Pedra Flor 300x250
Eccel Barber 300x250
Municípios
Bela sempre
60 SABORES 300x250
INFO CAMPE
Espaço Equilibrium
Marreco Recheado
Kairós Consórcios
anuncie aqui
Eccel Barber 300x250
Grão de Gente 300x250
SOS Cidadão
4 Rodas Lavação
Gilberto Paraíba
Fachini 300x250
Pedra Flor 300x250
Premium Host
Últimas notícias
60 SABORES 300x250
Dcor life
Livratto
Pedra Flor 300x250
anuncie aqui
Grão de Gente 300x250
VR Moto Peças
Bio Moda Fitness
Econonise
Greens
Elis Sinara
Rodízio em Casa Jaraguá
Eccel Barber 300x250
Fachini 300x250
Mateus Bueno
Mais lidas
Máscaras 100% algodão
Grão de Gente 300x250
Pedra Flor 300x250
anuncie aqui
Eccel Barber 300x250
60 SABORES 300x250
Pães e bolos
Fachini 300x250
60 SABORES 300x250
Pedra Flor 300x250
Grão de Gente 300x250
Eccel Barber 300x250
anuncie aqui
Fachini 300x250
Premium Host